Growth hacking, estratégia empresarial para se destacar

Growth hacking é uma estratégia empresarial que usa criatividade, pensamento analítico, e indicadores sociais para vender produtos e ganhar destaque.

De maneira simples, a expressão foi criada para definir estratégias de gestão que focam no crescimento acelerado de um negócio.


O Growth Hacking atualmente está sendo inserido dentro da cultura de gestão das empresas, sendo amplamente usado no Marketing Digital. O objetivo principal é potencializar o crescimento das empresas fazendo com que estejam no caminho certo para atingirem seus objetivos rapidamente e com pouco recurso.


Mas como isso é feito? Primeiro é necessário identificar os pontos críticos e após ser feito esse levantamento são estabelecidas novas metas e ações estratégicas.


A primeira parte do processo trata-se de testes, a empresa junto com seu time irá criar hipóteses, traçar perfis e realizar experimentos a fim de encontrarem oportunidades que façam o negócio crescer de forma rápida.


Sean Ellis foi quem criou essa expressão, segundo ele o Growth Hacking é o marketing orientado por experimentos, em outras palavras, através de testes é possível dizer para qual lado a empresa deve seguir. E assim, depois de várias tentativas, Ellis conseguiu alavancar startups que hoje são gigantes.

Desmistificando o termo


Uma confusão comum acontece quando a palavra “Hacking” é associada a hacker. A semelhança apenas ajuda a explicar o termo. Assim como um hacker encontra falhas na segurança o growth hacker encontra brechas para fazer com que os resultados cresçam rapidamente.


Principais estratégias


Para atuar no Growth Hacking é necessário ter um perfil ágil, criativo e explorador. Só assim será possível encontrar possibilidades de crescimento e comprovar sua eficiência.


As estratégias utilizadas devem apresentar os comportamentos dos consumidores, entenderem como pensam durante uma jornada de compras e como são motivados. Com essas informações em mãos é possível recorrer ao Growth Hacking e encontrar a melhor fórmula para o crescimento. Assim, esses processos podem ser repetidos fazendo com que a empresa não gaste tempo e nem dinheiro (objetivo principal do Growth Hacking).


O Growth Hacking está ganhando espaço


Em um passado não muito distante, quando uma empresa queria ser divulgada ela procurava os meios de comunicação (rádio, TV, blogs, etc) e solicitava um orçamento. Depois de aprovado, a mídia será divulgada. Mas qual garantia se tinha de que o público alvo seria atingido ou que um número X de pessoas iria assistir tal propaganda?


Atualmente, investir nesse tipo de divulgação não lhe garante retorno, por esse motivo o Growth Hacking começou a ganhar espaço, pois ao invés de aplicar sem testar a nova estratégia faz análises antes de investir (o que torna a divulgação mais assertiva e com mais retorno). Mas atenção: essa nova forma de fazer marketing é baseada em testes e experimentos e está sujeita a riscos e erros.



1 - Desenvolva produtos que as pessoas queiram usar. Basicamente, é o momento de desenvolver um produto que faça sentido para o mercado (que satisfaça uma necessidade).


2 - Experimentos passam a dar resultados e os clientes começam a serem atraídos. Já foi convidado a preencher uma pesquisa online entre um vídeo e outro? É assim que as respostas surgem. Posteriormente, o que antes eram apenas testes, agora começa a dar resultados e os clientes começam a aparecer. Isso quer dizer, que os Growth hackers analisaram os dados e encontraram oportunidades de crescimento.


3 - As boas experiências dos consumidores passam a ser propaganda. Como já falamos aqui, o Growth Hacking é o método utilizado para que os resultados sejam gerados com o mínimo de investimento possível. Uma estratégia inteligente para fazer isso é utilizar os próprios consumidores como ferramenta de divulgação. A melhor propaganda ainda é a indicação. Mas como fazer isso? A resposta é: através de recompensa. Sim, jogos online por exemplo liberam níveis quando seus usuários convidam amigos para jogar. E assim, o jogo vai se disseminando e ganhando cada vez mais visibilidade de jogadores.


4 - Satisfazer e fidelizar os clientes. Quanto maior o número de pessoas envolvidas em uma ação (campanha, produto, marca, etc), mais fácil será para o Growth hacker entender seu público. Quando os resultados aparecem é sinal de que a estratégia deu certo e a missão agora é fidelizar os clientes conquistados. Isso não significa que o trabalho acabou, pelo contrário, o Growth Hacking está em constante evolução, sempre procurando melhorar a satisfação de seus usuários e atrair novos clientes.


É importante destacar que uma fórmula não é exata, ou seja, cada empresa deve se basear em seus KPI’s (ferramentas de gestão para se realizar a medição e o consequente nível de desempenho e sucesso de uma organização ou de um determinado processo). Dessa forma, o resultado será adequado para cada tipo de organização.


Assim funciona o processo, um experimento finalizado dá início a vários outros, a equipe nunca para pois sempre existem melhorias que devem ser feitas e problemas que precisam ser resolvidos.