Empresas familiares e o desafio da sucessão

Fazer com que uma empresa se mantenha competitiva no atual dinamismo do mercado já significa um grande desafio, e se esta empresa for familiar, aí este desafio é ainda maior



História, paixão, conflitos, suor, tradição, e por aí vai a lista de definições e atributos que caracterizam uma empresa familiar, você sabia que a maioria das empresas existentes no mundo são familiares?

Nenhum desafio dentre muitos supera o de realizara sucessão. Fazer com que uma empresa perpetue no mercado passando seu comando e legado para as gerações futuras é sem sombra de dúvidas a última prova de fogo que muitos fundadores enfrentam.

Apenas 30% das empresas familiares conseguem passar o “bastão” da primeira para a segunda geração. Um estudo realizado pelo Ph.D JosephH. Astracham, que é Diretor do Cox Family Enterprise Center, do Coles College Business, Kennesaw State University na cidade de Marietta, no estado da Georgia - EUA, revela que a na medida que o tempo passa, diminui drasticamente a taxa de sobrevivência e perpetuação das empresas.

4 PRINCIPAIS DESAFIOS DA SUCESSÃO:

1 - Encontrar a próxima geração preparada para assumir o comando da empresa e perpetuar o negócio:

Muitos fundadores tem dificuldades para acreditar e confiar o comando da empresa para a próxima geração, muitas empresas perdem o momento certo de fazer esta transição, não é difícil encontrar empresas que perderam este “timing” e por isso se faz necessário que as empresas desenvolvam programas de formação de gesto- res com etapas bem definidas a serem trilhadas pelos candidatos a sucessão.


O foco de um programa de sucessão é selecionar, desenvolver e preparar a pessoa que provavelmente conduzirá os negócios nas próximas décadas, esta rota a ser trilhada não é simples e nem tão pouco rápida.


2 - Definir entre um sucessor da família ou executivo de mercado:


Uma das maiores confusões que muitos fundadores cometem, é acre- ditar que seus herdeiros podem ser seus sucessores no negócio, aliás esta é uma grande pergunta que fundado- res de todas as empresas familiares precisam fazer. - Meus filhos são herdeiros, ou sucessores?


Herdeiros são aqueles que fazem parte legal da herança e do patrimônio, já os sucessores, são aqueles que vão realizara gestão do negócio, provavelmente ocuparão o cargo que um dia foi de seus pais ou avós na condução do negócio da família. Nem todos os herdeiros querem ou desejam fazer parte da gestão, e muitos sucessores tem dificuldades de deixar isso claro para seus patriarcas, já outros até desejam estar a frente do negócio, mas ainda falta desenvolvimento e competência para tal.


Em contra partida é possível passar o comando da empresa para alguém profissional de mercado, existem muitos profissionais capacita- dos e preparados para conduzir o negócio no lugar do fundador (a), ser o sucessor (a) e assumira cadeira de presidente não significa ser sócio (a) da empresa. Para isso também existem programas de preparação deste profissional, regras, métodos de gestão, acordos operativos e mecanismos de compliance para que a família empresária possa acompanhar a evolução do negócio mas ao mesmo tempo dar liberdade para seu administrador(a) atuar. 3 - Cultura e identidade:

Sem sombra de dúvidas você já ouviu falar de algum caso de em- presa que passou a não ser mais a mesma, tanto positiva ou negativamente após seus fundadores sai- rem do comando da gestão e passar o bastão adiante.

Realmente algumas empresas acabam perdendo a sua essência ao fazer a sucessão, aquilo que um dia foi o seu grande fator competitivo, algo que seus fundadores faziam questão de cultivar acaba se perdendo pelo caminho, eu compreendo que isso acontece por falhas no processo de construção da sucessão.


No entanto vale dizer que as competências e história da empresa as trouxeram até o presente momento, porém tal história por mais inspiradora que seja não é suficiente para garantir a perpetuação do negócio daqui por diante, e uma renovação é necessária.


4 - Pedir ajuda:


Realizar a preparação da empresa e conduzi-la por uma sucessão saudável não é tarefa simples e muito menos rápida, por isso esta etapa na história da empresa requer ajuda e ajuda especializada, existem caminhos e métodos para realizar o pro- cesso de sucessão.

Implantação da governança familiar, constituição e condução de conselhos, gestão patrimonial, são etapas que podem compor um processo de sucessão, com a ajuda de uma consultoria especializa- da tudo isso pode se tornar mais simples e mais leve para todos os envolvidos.

Enfim, todos os dias estou dentro de uma empresa diferente e posso vivenciar um pouco de cada cultura, cada costume e presenciar um pouco da história de cada negócio e do sonho de algum fundador(a) que um dia se tornou realidade. É óbvio que todo pai ou mãe gostaria de ver seu filho(a) ou família dando continuidade em seu legado com o mesmo brilho nos olhos e paixão por aquilo que faz.

Mas a realidade é que muitas empresas nem chegam a passar para a segunda geração e morrem no meio do caminho virando estatística como a mencionada acima, isso ocorre pelo simples fato que seus fundadores nunca permitiram passar o “bastão” para seus filhos por acreditarem que não estavam preparados.

Se você faz parte de uma empresa familiar, acredite, é hora de falar de sucessão, nunca é cedo demais, porém pode sim ser tarde demais.